A password will be e-mailed to you.

A cidade de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, transformou-se em uma grande celebração de descendentes de japoneses em janeiro, com a realização da Confraternização Desportiva Internacional Nikkei (conhecida carinhosamente como “Confra”), um evento que ocorre desde 1968 (a cada biênio) e cujo principal intuito é integrar os jovens nikkeis através do esporte. E tudo em um clima bastante harmonioso, combinando perfeitamente com o espírito desta grande celebração.

Foto: Catedral na praça principal

Podemos resumir a “Confra” como uma grande “Olimpíada” para os descendentes de japoneses na América Latina. Foram oito modalidades disputadas (futsal, tênis de mesa, boliche, voleibol, atletismo, golfe, beisebol e judô) e notei um fato bastante interessante: não existem ganhadores ou perdedores, mas somente uma grande vitória da amizade, no qual o primeiro lugar sempre é a integração entre os esportistas.

Foto: Abertura do evento
Foto: Abertura do evento
Foto: Dirigentes dos diversos paises competidores
Foto: Alegria dos atletas de voleibol ao final da competição

O evento deste ano teve um tom ainda mais especial, pois, pela primeira vez, aconteceu em terras bolivianas, na cidade onde existe a maior concentração da comunidade nikkei, consequentemente, um maior envolvimento na sociedade local. Na Bolívia, existem cerca de 10 mil nikkeis, que originalmente dedicaram-se na parte agrícola. Atualmente, estão espalhados nas mais diferentes áreas (comércio, indústria e profissionais liberais). Mas, por essa ligação com o campo, ainda existem grandes concentrações (denominadas Colônia Okinawa 1, 2, 3 e San Juan) e suas cooperativas, que produzem soja, trigo, macadâmia, entre outros. Uma experiência bastante enriquecedora estar em contato com locais que lembram os primórdios da imigração japonesa na América do Sul.

Foto: Exibição de Sumô de Okinawa

[intense_video video_type=”youtube” video_url=”https://www.youtube.com/watch?v=ItO4yb9oz-E” video_size=”auto” /]

Foto: Jantar oferecido de cortesia pela Colonia Okinawa

Voltando à “Confra”, o voluntariado e espírito de união que os bolivianos mostraram foi algo que surpreendeu. Mesmo com dificuldades de viabilizar a parte estrutural e financeira, eles superaram as adversidades e realizaram um grande evento, mostrando que “tudo é possível” quando existem pessoas bem intencionadas, envolvidas e lutando por um objetivo. Só para ilustrar esta parte, o orçamento total do evento girou em torno de US$ 180 mil, sendo que uma parte veio de patrocínios; já a maior parte chegou através da própria comunidade, das famílias nikkeis que acreditaram neste sonho e doaram quantias para promover o evento. Um exemplo de união e harmonia entre os descendentes de japoneses.

Por tudo isso, só me resta parabenizar a comissão organizadora e todas as delegações por mais uma CONFRA!!! E que venha o grandioso México, em 2016!!  なん くる ない さ!!!

Foto: Amuleto de recordação para todos os participantes!! 

Dica de passeio!!!

Para quem está de visita a Santa Cruz, indico um local “secreto” com um super ambiente, comida boa e atendimento acolhedor: o Karaoke Klover. Lá, você não vai se arrepender das cervejas bolivianas, drinks exclusivos, além de cantar músicas japonesas e internacionais. Um local bastante agradável e que traz à memória um pedaço do Japão. O detalhe é que funciona apenas de sextas e sábados. Impedível!